Archive / 2015

o lindo não sai de moda

mybelovedcraft_shop
mybelovedcraft_shop
mybelovedcraft_shop

Três novas carteirinhas foram postas à venda. Duas do tamanho das que já lá estavam, esta e esta, e outra maiorzinha, para quem realmente tem muuuita coisa para arrumar dentro do seu saco.
Vão estar lá até alguém se apaixonar por elas e não resistir a adoptá-las (sim, porque as minhas carteirinhas precisam de amor continuado). E porque o seu valor é sempre o mesmo, nem mais nem menos, nunca passarão por promoções ou saldos, valem o que valem e por isso, não estejam à espera dessa época dada a devaneios de consumo. O crochet é sempre lindo e o lindo não sai de moda, quem gosta gosta sempre, usa sempre.
O crochet é delicado ao olhar e forte ao uso, ao passar dos anos. Basta amor para o cuidar e terá uma peça para deixar de herança. Não acreditam? Esperem o próximo post.

 

novos e velhos

My Beloved Craft Shop - 31 de 41My Beloved Craft Shop - 19 de 41IMG_0901

Há coisas novas na loja. Seis necessaires  muito coloridos e jeitosos para guardar a tralhice que abunda nas carteiras femininas e quatro porta moedas muito fofinhos. Tudo feito, claro está, à mão com muito amor e carinho. Tudo feito como se fosse para mim.

Continuam lá duas carteirinhas, também jeitosas para guardar tralhice, muito bonitas e elegantes.

Novidade novidade é o pagamento que passa a ser feito por MULTIBANCO. É ou não é bom? Maravilhoso.

Já sabem que se dúvidas houver é só mandar um mail para mim –  lara@mybelovedcraft.com – e eu resolvo tudo.

 

crochet com segredo

crochet_riddle_mybelovedcraft_3crochet_riddle_mybelovedcraft crochet_riddle_mybelovedcraft_2 crochet_riddle_mybelovedcraft_4

Há pelo menos três pontos de crochet que tenho de os aprender. São os tais pontos com segredo difíceis de por em papel, mais fáceis de passar de boca em boca. Dois sabe-os a minha mãe, o terceiro sabe-o a minha cunhada (que a custo o arrancou de uma tia que não estava muito pelos os ajuste em o ensinar) e agora sei-o eu.

A primeira foto é de uma toalha lindíssima feita pela minha cunhada em tempos idos. “Feita em quanto tempo?”, perguntei-lhe eu, como se já não soubesse que esta coisas vão se fazendo, dura um, dois, três anos. O tempo necessário para que cada peça seja obra de grande, grandioso valor. Coisa que se passa de geração em geração, coisa para ser feita em família, coisa que não tem preço. Nenhum dinheiro pode pagar estes trabalhos!

E, em coisa de meia hora (considerei-me, orgulhosamente, uma boa entendedora e temo que não vá ser tão boa professora como aluna…), consegui perceber as voltas necessárias para se fazer o que parecem ser rosetas feitas individualmente mas que se fazem “de seguida”, começar e acabar sem cortes nem remates.

As pequenas experiências ainda não são exactamente igual ao ponto da toalha, faltam mais umas voltas, mas a essência está lá.

Meninas viciadas em crochet, ficaram entusiasmada? Conhecem algum ponto destes com segredo? Gostava de conhecer mais, conhecer e aprender! Eu sou fascinada por crochet complicado!