Tag Archives: Crochet-shawl

slow crochet

Da linha grossa à linha fina vai a distância da perseverança. Com a primeira depressa chegamos ao destino, à peça concluída. Com a segunda tudo é devagar, mas tudo é mais gratificante porque nos superamos a cada volta que concluímos. Uma define o comum, a outra o trabalhoso, o dedicado e o delicado. Não se faz uma peça de crochet em linha 12 ou 20 num dia. O trabalho é mais atento, é preciso mais cuidado com a agulha, os olhos trabalham mais. Vemos o novelo com uma duração quase infinita e o crescimento quase nulo do crochet que vai saindo da agulha. Mas sabemos que a peça final será linda e de valor inestimável, por isso persistimos. Com esta linha mais fina, diz a tradição, faz-se (fazia-se?) peças essencialmente decorativas. Quem as faz é para si ou para oferecer, raramente para vender porque nunca será bem pago.
Numa altura em que o crochet que faço é, precisamente, para consumo interno, é a este crochet que me tenho dedicado, ao lento, ou, apropriando-me de termos modernos, ao slow crochet. Estou a fazer um xaile em linho para o próximo verão. Já o imagino, tão lindo que vai ficar! O esquema tirei-o deste livro , adaptando-o para o modelo triangular de um xaile. É simples, mas nesta primeira tentativa não quis abusar entrando num intrincado esquema que me vencesse. E simples é sempre uma boa solução.

é só pedir

mybelovedcraft_xaile_0747

xaile_mybelovedcraft

xaile_mybelovedcraft

Perguntei quem queria um xaile e alguém levantou a mão, “Eu quero! Um igual a este.”
A vontade da cliente foi feita e avancei de imediato porque gosto muito de fazer este xaile, o Alpine Shawl. Descobri este modelo no Ravelry. É bonito e não é complicado de se fazer, este já é o quinto que faço! O download do esquema é gratuito, por isso, inscrevam-se no portal porque para além deste têm muitos outros esquemas gratuitos e podem até partilhar o que vão fazendo e entrar em grupos para discussão, troca de ideias e experiências.

Entretanto, resolvi aventurar-me no mundo dos esquemas originais. Escolhi também um xaile. Quando o esquema estiver a meu gosto estará disponível para download gratuito na loja e no meu Ravelry. Até lá há que esperar pacientemente porque, como de costume, tudo avança devagarinho.

congelar o tempo paralelo

Quem tem a capacidade de congelar o tempo? Mas só uma parte, não todo, só a realidade paralela ao crochet, aquela que abarca filho mais velho, filho mais novo, refeições, limpezas, arrumações, emprego e até passeios para os meninos apanharem sol. E a ginástica, a natação… Tudo paradinho, congelado como numa cena cinematográfica e eu a avançar, com tempo livre de responsabilidades que não as de acabar os mil e um trabalhos de crochet, as mil e umas fotografias que martelam a minha cabeça e me  avisam que o tempo anda para a frente e com a rapidez louca que faz com que o natal tenha sido ontem e o verão no dia seguinte. Pôr em prática as mil e uma ideias de uma cabeça que tem mais imaginação que acção e ler os livros…. os livros que quero ler mas que exigem que o tempo congele. Quem tiver essa capacidade que congele, congele tudo por uns dias e fico eu em movimento, está bem? Eu e o meu moço maior, que cá em casa não há um sem o outro e para tudo preciso dele.